Investimentos responsáveis | B3

Investimentos responsáveis

13/09/2018

B3 faz parte do relatório de integração de fatores ESG do Principles for Responsible Investment (PRI) e CFA Institute

Documento será apresentado em evento em San Francisco nesta quinta-feira (13)

São Paulo, 13 de setembro de 2018 – Esta semana acontece em São Francisco, nos Estados Unidos, a conferência anual do Principles for Responsible Investment (PRI), a maior iniciativa de investimento responsável do mundo, no âmbito da Organização das Nações Unidas (ONU) e a B3 participa do painel sobre investimentos responsáveis, riscos e oportunidade na América Latina, por meio de sua diretora de Imprensa, Sustentabilidade, Comunicação e Investimento Social, Sonia Favaretto.

No contexto da conferência, será lançado o primeiro relatório de uma série de três sobre a integração de fatores ESG nas Américas, com o case da B3. O segundo relatório trará os cases da Europa, Oriente Médio e a África (EMEA) e o terceiro, ações da Ásia-Pacífico (APAC). Produzidos pelo PRI e pela associação global de profissionais de investimentos, CFA Institute, os materiais trarão juntos mais de 30 estudos de caso. 

No documento, a B3 relata como trabalha para fomentar a agenda por meio do ISE e da iniciativa Relate ou Explique para os ODS, apresentando um panorama sobre os desafios e as lições aprendidas ao longo dos últimos anos.  Com esta participação, a B3 reitera o compromisso com o fomento do investimento responsável para o mercado de capitais brasileiro.

PRI in Person
Durante a participação no Congresso, Sonia apresentará as oportunidades de negócio que a B3 oferece dentro da agenda de sustentabilidade, além da importância das parcerias para estimular o crescimento do setor. “Para B3 é muito importante incentivar a agenda social, ambiental e de governança corporativa (ESG). Produtos são fundamentais para desenvolver o mercado de capitais dentro da agenda. Por exemplo, se compararmos o Índice de Sustentabilidade Empresarial (ISE) com o principal índice da B3, o Ibovespa, nós podemos ver que o índice de sustentabilidade tem uma performance superior e oferece uma menor volatilidade”, explica Sonia.

A iniciativa reafirma o compromisso da empresa com o investimento responsável, uma vez que foi a 1ª bolsa do mundo de mercado emergentes a aderir ao PRI, em 2010, na categoria prestador de serviços. Além disso, a B3 também integra o SDG Advisory Committee, que se dedica a criar mecanismos para incluir os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) na tomada de decisão dos investidores.