Script Linkedin Partner

13/09/2021

Tesouro Direto passa a ter liquidação em D+0


São Paulo, 13 de setembro de 2021 - A partir de hoje (13), a liquidação de resgates do Tesouro Direto passa a ser realizada em D+0. A mudança, alinhada com o mercado, vem sendo anunciada desde junho de 2021 e tem o objetivo de trazer mais agilidade e eficiência para esses títulos. Até hoje, os pedidos de resgate aconteciam em D+1.

A implementação acontece para todas as solicitações efetuadas antes das 13h, e em condições normais de operação de mercado. Todos os pedidos de resgate realizados após este horário serão efetuados em D+1, como já ocorria anteriormente. Desta forma, o investidor passa a ter acesso aos seus recursos no mesmo dia da solicitação.

“A B3 e o Tesouro Nacional estão sempre em busca da melhoria constante, e com base na escuta das necessidades do mercado conseguimos fazer a redução do prazo de liquidação do Tesouro Direto, abrindo novos horizontes para as estratégias de alocação de recursos dos investidores de forma alinhada às expectativas do mercado como um todo”, Vinicius Brancher, superintendente de Relacionamento com Pessoa Física da B3.

“Diante de todas as melhorias do programa nos últimos anos, a liquidação dos resgates antecipados em D+0 é uma opção a mais para os investidores que buscam praticidade na gestão de seus ativos. A mudança está em linha com o propósito do programa de facilitar a experiência dos investidores e representa mais um passo importante para este objetivo que o Tesouro persegue constantemente”, Paulo Marques, Gerente de Relacionamento Institucional do Tesouro Nacional.

O Tesouro Direto é um Programa do Tesouro Nacional desenvolvido em parceria com a B3 para venda de títulos públicos federais para pessoas físicas, de forma 100% online. Lançado em 2002, o Programa surgiu com o objetivo de democratizar o acesso aos títulos públicos, permitindo aplicações a partir R$ 30,00 e hoje já possui mais de mais de 1.6 milhão de investidores.

O produto oferece títulos com diferentes tipos de rentabilidade (prefixada, ligada à variação da inflação ou à variação da taxa de juros básica da economia - Selic), diferentes prazos de vencimento e diferentes fluxos de remuneração. Além disso, oferece liquidez diária, sendo a aplicação de menor risco de crédito do mercado.

Para mais informações acesse o site e veja o que mudou no tesouro direto.