Nota de Pesar | B3

Nota de Pesar

11/01/2021

Falecimento de Raymundo Magliano Filho

Falecimento de Raymundo Magliano Filho

O falecimento do dr. Raymundo Magliano Filho é motivo de luto profundo para a B3. Perdemos hoje um dos nossos fundadores, um dos pioneiros do mercado de capitais e uma das pessoas que mais incansavelmente nos ajudaram a transformar, inovar e nunca perder o espírito de quem aprende.

Raymundo Magliano Filho nasceu em São Paulo, em 12/06/1942.  Administrador de empresas graduado pela Fundação Getúlio Vargas desde muito cedo começou a trabalhar no mercado financeiro, atuando com seu pai e depois liderando a Magliano S.A Corretora de Câmbio e Valores Mobiliários, registrada como a corretora de número 0001 na Bolsa de Valores.

Na Bolsa, foi vice presidente de 1997 a 2000, depois presidente até 2008, durante o que até hoje foi o período das mudanças mais profundas que a B3 viveu em seu modelo de negócios. Descrito como um líder inspirador, carismático e agregador, foi sob sua liderança que a então Bovespa abriu seu capital e depois se fundiu à BM&F para a criação da BM&FBOVESPA.

Profundo estudioso e autor de livros de filosofia, Magliano Filho continuava tendo aulas até pouco antes de sua hospitalização. Sua admiração declarada pelo filósofo italiano Norberto Bobbio formou o tripé de sua gestão à frente da Bolsa: transparência, visibilidade e acesso. Assim, Magliano Filho liderava a B3 nessa jornada muito antes de temas como governança e democratização do mercado financeiro se tornarem lugar comum nas falas das lideranças empresariais do nosso país ou de o papel social das empresas ser reconhecido como um valor que agrega aos resultados.

Talvez a face pública mais conhecida de Raymundo Magliano Filho tenha sido a sua crença inabalável e seu pioneirismo no esforço de democratização e popularização do mercado de capitais por meio da educação financeira. O programa Bovespa Vai até Você, lançado em 2002, que chegou a mais de 300 mil pessoas atendidas, realizou mais de 3 mil eventos e fez a bolsa de valores chegar mais perto do investidor pessoa física. 

“Não há demonstração mais inequívoca do legado e do profundo reconhecimento que devemos ao dr. Magliano Filho do que o fato de a B3 ter hoje 3 milhões de investidores pessoas físicas no mercado de capitais. Ele plantou a semente da democratização e do acesso à bolsa e não há orgulho maior para nós do que ajudar a colher esses frutos”, diz o CEO da B3, Gilson Finkelsztain. “A nossa homenagem ao dr. Magliano Filho é continuar trabalhando duro para que sua visão de um mercado transparente, democrático e amplo seja cada vez mais real e um agradecimento por nos inspirar a olhar adiante e ousar”, completa. 

Durante a presidência de Magliano Filho, o Novo Mercado, segmento de listagem com regras de governança ampliadas, decolou. Foi durante sua gestão que a Bovespa se tornou a primeira Bolsa de Valores do mundo a aderir ao Pacto Global da ONU.

Neste momento de tristeza, nossos sentimentos à família e aos amigos e nossa admiração e agradecimento, mais uma vez, pelo exemplo de vida e trabalho incansável de Magliano Filho pelo avanço do nosso país.