Parceria Público-Privada | B3

Parceria Público-Privada

29/11/2019

Consórcio Aegea vence leilão da PPP de saneamento da Corsan realizado na B3

Com proposta de R$ 2,40 por metro cúbico de esgoto faturado, correspondente a um deságio de 37,92%, o consórcio ficará responsável pela ampliação da cobertura de esgoto na região

Aegea.jpg

Autoridades e proponente comemoram sucesso do leilão da PPP na sede da B3

São Paulo, 29 de novembro de 2019 –  A B3 conduziu nesta sexta-feira o leilão da Parceria Público-Privada (PPP) de saneamento da Região Metropolitana de Porto Alegre. O projeto tem como objetivo ampliar a universalização da coleta e do tratamento de esgoto em nove municípios gaúchos da região. A licitação foi promovida pela Companhia Riograndense de Saneamento (Corsan).

O proponente Consórcio Aegea Saneamento, representado pela corretora Ativa Investimentos, ofereceu R$ 2,40 por metro cúbico (m³) de esgoto faturado, um deságio de 37,92% em relação ao preço inicialmente fixado pelo edital, de R$ 3,31/m³. Com isso, a companhia levou o contrato de concessão administrativa para a execução de obras de infraestrutura em esgotamento sanitário, complementando a infraestrutura instalada e/ou as obras executadas pela Corsan na região metropolitana de Porto Alegre pelos próximos 35 anos.

“É o início de uma nova etapa. Essa PPP, considerada a maior do país, reforça nossa absoluta convicção de que temos, na parceria com o setor privado, competição e concorrência saudável, que faz com que todos os envolvidos ganhem. Além da melhoria do saneamento, essa PPP viabilizará a geração de empregos, renda e arrecadação. Não temos dúvida de que será uma grande oportunidade de desenvolvimento para o Estado”, afirmou o governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite.

O consórcio vencedor ficará responsável pela ampliação da cobertura de esgoto de aproximadamente 14% para 87,3%, em até 11 anos, nos municípios de Alvorada, Cachoeirinha, Canoas, Eldorado do Sul, Esteio, Gravataí, Guaíba, Sapucaia do Sul e Viamão. Estima-se que a população beneficiada seja, em um primeiro momento, de 500 mil pessoas e, até 2055, de 1,7 milhão de pessoas.

O projeto engloba um investimento total de R$ 2,23 bilhões, divididos em obras em execução pela Corsan (R$ 370 milhões) e investimentos do parceiro privado (estimativa de R$ 1,86 bilhão, repartido em R$ 1,63 bilhão para expansão do sistema de esgoto e R$ 230 milhões para ações comerciais e operacionais).

Para saber mais sobre a operação acesse o Edital.

B3. Com o mercado, para o futuro.