Transparência

Relatório Anual

O Relatório Anual é um documento que visa divulgar, de forma transparente, as práticas de gestão, governança e os desempenhos econômico e socioambiental aos públicos estratégicos de uma organização, sendo importante referência para a tomada de decisão de investidores. Com o nosso Relatório Anual, buscamos divulgar, de forma transparente, as nossas práticas ESG para além do desempenho econômico da companhia.

Desde 2010, ano base 2009, a B3 divulga o seu Relatório Anual a partir das diretrizes da GRI Standards (Global Reporting Initiative), além de estar em alinhamento aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da ONU propostos pela Sustainable Stock Exchanges, sendo eles: 5 (Igualdade de Gênero), 8 (Trabalho Descente e Crescimento Econômico), 12 (Consumo e Produção Responsáveis), 13 (Ação Contra a Mudança Global do Clima) e 17 (Parcerias e Meios de Implementação).

Confira os relatórios anuais da B3

Relate ou Explique

O Relate ou Explique foi uma inciativa em parceria com a GRI lançada na Rio+20, em 2012, para estimular que as companhias listadas da B3, reportassem no item 7.8 “Informações de Longo Prazo” – título do item na época – do Formulário de Referência (FR) da CVM se publicavam Relatório Anual que consideravam aspectos de sustentabilidade e, se não, explicar o motivo. O objetivo, além de estimular à transparência, visava compilar estes dados em um único documento, facilitando o acesso rápido à estas informações por parte do investidor.

Com a evolução do tema no mercado, a CVM (Comissão de Valores Mobiliários) atualizou, em 2016, o item 7.8 para “Políticas e Transparência de Informações Socioambientais”, incorporando diretamente esta solicitação. No ano seguinte, em 2017, passamos também a incentivar que as companhias reportassem as suas práticas em relação ao atendimento dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da ONU (ODS).

A partir de 2020, a B3 decidiu por não fazer mais a compilação deste banco de dados, uma vez que esta informação pode ser acessada diretamente por meio do regulador. Entendemos, após pesquisas e conversas com stakeholders, que os investidores não utilizavam este banco de dados específico em suas análises ESG, mas sim diretamente via FR e através de canais como site corporativo das companhias e questionários próprios.

A B3 incentiva a transparência de informações e continuará recomendando que as companhias reportem suas práticas ESG por meio do item 7.8 do Formulário de Referência. Para isso, trabalha em parceria com a CVM como coordenadora do Subgrupo de Transparência do Laboratório de Inovação Financeira (LAB), para oportunidades e avanços nesta agenda.

Publicação 2020 Subgrupo de Transparência do LAB da CVM - Comunicação versus Prestação de Contas: O reporte ASG nos documentos regulatórios das empresas listadas no Brasil.

CDP 

O CDP é uma organização sem fins lucrativos que opera o maior sistema global para reporte de informações relacionadas à gestão climática, de florestas e de água. É um movimento global de investidores com quase 100 trilhões US$ de ativos sob gestão.

A B3 responde, desde 2009, ao questionário anual do Programa de Mudanças Climáticas do CDP, buscando a evolução da transparência de informações e um processo de identificação interno de riscos decorrentes das mudanças climáticas e oportunidades para o negócio da companhia.

Histórico Questionários B3 – somente em inglês

Inventário de Emissões de Gases de Efeito Estufa (GEE)

O Inventário de Emissões de GEE de uma organização é uma ferramenta utilizada para entender, quantificar e gerenciar seus impactos e emissões. A partir desta monitoramento é possível a implementação de ações consistentes, com o objetivo de promover metas de redução, a neutralização das emissões da organização e o engajamento no enfrentamento das questões relativas mudança do clima.

Desde 2009, a B3 inventaria suas emissões, e a partir de 2010 passou a ser verificado por terceira parte e a incluir o documento no Registro Público de Emissões do Programa Brasileiro GHG Protocol.

A B3 compensa as suas emissões que não são passíveis de redução desde o inventário ano-base 2011, tornando-se assim “carbono neutro”. Esta iniciativa tem entre os seus objetivos o de induzir a doação das melhores práticas de sustentabilidade pelas empresas listadas e o mercado em geral.

Inventário 2022

Inventário 2021

Inventário 2020

Inventário 2019

Inventário 2018

Inventário 2017

Inventário 2016

Inventário 2015

Inventário 2014

Inventário 2013

Inventário 2012

Inventário 2011

Inventário 2010

Inventário 2009

Estudo de Externalidades

SUSTAINABILITY-LINKED BOND

Assumimos um compromisso importante com nossos investidores e com a sociedade quando realizamos a emissão de um Sustainability Linked Bond (SLB), em setembro de 2021.

Em nosso bond, foram estabelecidas duas metas:

  • Criar, até 2024, um índice de mercado para medir a performance de empresas que tenham bons indicadores de diversidade;
  • Atingir, até 2026, o percentual de 35% de mulheres em cargos de liderança na B3 (gerentes, superintendentes e diretoria).

Confira os detalhes da operação e da revisão externa (Second-Party Opinion)

Neste link, acesse a verificação externa do cumprimento da meta relacionada à criação do índice de diversidade, lançado em agosto de 2023. [Veja também a versão em inglês do documento (english version)]